Vereadores questionam prefeito João Luiz na Câmara

2 de junho de 2021 | Arquivado em Política | 761 views

Após a prestação de contas feita por João Luiz no plenário da Câmara, os vereadores fizeram perguntas ao prefeito com relação a diversas áreas no município. O líder do governo, Tavinho Gazen (PDT) foi o primeiro a questionar e abordar um tema polêmico: a possível instalação de uma mineradora de carvão no São Rafael. Perguntado sobre sua posição quanto a isso, Vargas afirmou que é contrário e ainda ressaltou que no próximo sábado acontecerá um ato na localidade para defender a não exploração no município.

“Teremos uma posição de contrariedade com apoio de órgãos ambientalistas buscando o impedimento dessa questão em São Sepé”, afirmou o prefeito.

O vereador Matheus Leão (PDT) questionou sobre a manutenção dos espaços públicos no município, como o parque ambiental Galeno Motta e praças públicas. Vargas concordou que é preciso fazer a recuperação destes locais e que em breve um cronograma atenderá a recuperação e limpeza dos espaços citados por Leão.

O vereador Maninho Pinto (MDB) fez duas perguntas ao prefeito. A primeira delas com relação a desmembramentos de terrenos loteados no município e a outra sobre a excessiva poda de árvores e colocação de entulhos feita pelos cidadãos em frente às suas casas. Vargas respondeu que um trabalho de levantamento dos locais onde estão sendo construídos novos loteamentos está sendo realizado pela prefeitura. Sobre os restos de construção e entulhos, o prefeito afirma que é preciso encontrar uma solução para estes problemas. “É preciso criar uma legislação”, sugere João Luiz.

Da bancada do MDB, Marcelo Neves, que é médico também, falou sobre a pandemia no município e o atendimento da prefeitura aos pacientes. Vargas registrou o trabalho da secretaria de Saúde que monitora mais de 100 pessoas no momento. “Sinto-me muito feliz pelas ações que estão sendo feitas, evidente que há algumas situações que não contemplam toda a necessidade”, afirmou Vargas, que falou sobre a recente implantação da Farmácia Móvel.

João Otávio (PP) foi o primeiro da bancada progressista a questionar o prefeito, sobre o pagamento das dívidas que a administração tem com o magistério. Vargas respondeu que essa questão será resolvida com a classe, no entanto estão sendo feitos estudos para que o município possa pagar de forma integral os professores que esperam há anos a resolução desse impasse.

O vereador Eto Vargas (PP) fez um pedido especial ao distrito de Vila Block para que se tenha uma equipe permanente de máquinas para atender as demandas da localidade. João Luiz respondeu que em breve esse pedido será atendido, pois há um cronograma para atender o distrito e que terá uma equipe formada por pessoas da Vila Block para atender as necessidades do bairro.

O vereador Humberto Stodutto (PP) questionou a situação dos carros de aluguéis no município. Para Vargas, essa questão é preciso que seja criado um projeto para regulamentar a atividade, com a criação de estudos para que se tenham alternativas nesse sentido.

“Realmente é preocupante essa situação”, destaca o prefeito. Por último, o vereador Marcelo Santos (PP) abordou sobre os espaços para a juventude no município.

De acordo com o prefeito, existe um projeto aprovado, a “concha acústica”, onde será voltado para os jovens do município, além de outros projetos que já estão sendo trabalhados para contemplar a juventude.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

    Nome (obrigatório)

    E-mail (obrigatório)

    Mensagem