Enquete

Qual seu interesse e posição pelas eleições Municipais do ano que vem?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Vacas morrem envenenadas em propriedade rural em Santana da Boa Vista

21 de dezembro de 2018 | Arquivado em Rural | 390 views

Um produtor rural de Santana da Boa Vista lamentou a morte de 22 vacas por envenenamento na segunda-feira, dia 17. Os animais pertenciam a Rui Monteiro e estavam no Rincão da Cavalhada.

A suspeita é de que as mortes tenham sido causadas de forma acidental. Conforme o filho de Monteiro, eles utilizam a mesma caixa d’água para banhar ovelhas e vacas. Ele acredita que o remédio utilizado nas ovelhas, há cerca de 15 dias, tenha se misturado com o produto usado nas vacas, ocasionando as perdas.

O prejuízo estimado com a morte dos bovinos é de mais de R$ 40 mil.

Segundo a médica veterinária Nathalia de Bem Bidone, que é fiscal agropecuária na Inspetoria Veterinária de Caçapava do Sul, é preciso ter cuidado com o banho de animais para não intoxicá-los. A médica cita abaixo algumas dicas para evitar perdas:

Dicas para evitar intoxicação dos animais

– Sempre seguir a bula dos medicamentos para saber a dosagem! (as concentrações variam de um produto para o outro)

– Carga correta do banheiro (saber o volume do banheiro para saber a quantidade de produto que deve colocar)

– Cuidar a categoria do animal. Evitar banhar terneiros muito novos, pois estes tem maior risco de intoxicação.

Nunca fazer misturas de dois produtos. Se precisar trocar o produto do banheiro é necessário esvaziar e limpar para depois acrescentar o novo produto, até porque se o banheiro não está limpo e com o pH adequado o produto pode não funcionar adequadamente.

Nunca misturar o produto com outra substância. Já houve casos de produtores misturarem com óleo por acreditarem que o produto funcionaria melhor e intoxicarem todos os animais.

Nunca utilizar um local/frasco/bomba costal que tenha sido utilizada com outro produto para colocar o produto que será administrado nos animais.

– São frequentes as intoxicações pelo uso de bomba costal que foi utilizada previamente com defensivos agrícolas deixando resíduo na bomba e depois utilizar a mesma para banhar os animais.

– Banhar os animais sempre nas horas mais frescas do dia e na sombra. Nunca banhar e deixar no sol.

– Após o banho soltar os animais em local que tenha água a vontade para os animais beberem e sombra.

– Obedecer aos períodos de carência para abate e para ingerir o leite de vacas que foram banhadas. O resíduo fica e os produtos são muito fortes, portanto deve-se respeitar o período indicado pelo fabricante.

– Em casos de intoxicação do animal, chamar imediatamente um Médico Veterinário.

– O produtor pode questionar previamente a um Médico veterinário qual produto pode ter à disposição na farmácia veterinária da fazenda para utilizar em caso de ter algum animal intoxicado. Os produtos chamados antagonistas, que agem positivamente na reversão de uma intoxicação e são específicos para o tipo de produto que está sendo utilizado.

– Muito cuidado com a intoxicação humana! Também são inúmeros os casos de atendimentos em hospitais de trabalhadores rurais intoxicados. Sempre utilizar EPI (Equipamento de Proteção Individual).

 

Por Eduardo Schneider/Farrapo


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem