Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Use máscara e abra bem os olhos – Sérgio da Silva Almeida

5 de novembro de 2020 | Arquivado em Opinião | 60 views

Sérgio da Silva Almeida

Um amigo recebeu chamada em seu celular: “Alô, tio!”. E atendeu, de um jeito meio sem jeito: “Quem está falando?”. “Ué, tio, não está reconhecendo a voz do seu sobrinho do Paraná?”. Houve um breve silêncio. Então, meu amigo perguntou: “Você é filho do Cláudio?”. A voz do outro lado da ligação respondeu eufórica: “Sim, tio, sou filho do Cláudio. Amanhã estou indo a David Canabarro e vou passar na tua casa. Chegarei perto do meio-dia”.

Na manhã seguinte, meu amigo foi ao supermercado, escolheu a carne e a bebida e começou a preparar o almoço para receber o sobrinho paranaense. De repente, sentiu seu celular vibrar, olhou para a tela, e notou que era o mesmo número do dia anterior: “Alô, tio, tu não vai acreditar no que aconteceu. Estou perto de São Marcos e um caminhão me jogou para fora da estrada. Tive que levar o carro para a oficina e faltou R$ 1.500,00 para pagar o conserto. Tu pode fazer um depósito na conta do mecânico? Quando eu chegar eu saco no banco e te pago”.

A frase deu um nó na cabeça do meu amigo: “Ué, se ele é do Paraná e está vindo para David Canabarro, como pode estar passando por São Marcos?”. E o resto você já sabe: meu amigo percebeu que estava caindo num golpe e desmascarou o golpista.

Um casal de Caxias recebeu ligação de um homem que dizia estar de posse de sua filha e pedia R$ 50 mil como resgate. Para piorar, o criminoso colocou uma jovem chorando ao telefone pedindo socorro. Por sorte, o pai estava em casa e ligou para o trabalho da filha constatando que se tratava de um falso sequestro. E a mãe não conseguiu segurar o choro ao ouvir a voz da menina.

Eu recebi mensagem enviada pelo WhatsApp de um amigo perguntando se o aplicativo do meu banco estava funcionando. Respondi que sim. Ele, então, explicou que não estava conseguindo acessar o app do banco dele e perguntou se eu poderia transferir R$ 1.800,00 para sua conta que no dia seguinte devolveria. Aí percebi que estava caindo na “lábia” do golpista e enviei uma resposta que fê-lo perder a compostura: “Cara, você está me devendo e ainda pede mais grana? Crie vergonha na cara!”.

Além desses golpes, tem os que mencionam as palavras covid, auxílio e Caixa – expressões muito usadas durante o isolamento social. Portanto, se ligue: nesses tempos de pandemia, use máscara e abra bem os olhos.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem