Enquete

O que você vai fazer neste feriado de carnaval?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Sepeense faz sucesso nas praias do Rio de Janeiro

12 de fevereiro de 2016 | Arquivado em Geral | 3.357 views

Muitos sepeenses estão longe da terra, pelos mais diversos motivos, como falta de emprego, busca de  novas oportunidades. E muitos andam fazendo sucesso por aí, nas mais diversas profissões. Hoje, vamos contar a história do ator sepeense Fernando Motta, que circula nas praias do Leblon, Barra da Tijuca, Copacabana e Ipanema, no Rio de Janeiro, criando personagens como a “Fefé”, que vende sanduíches naturais de forma talentosa e divertida.

Fernando Motta já chamou a atenção da Rede Globo. Ele foi personagem no Globo Repórter do dia 14 de fevereiro de 2014, no programa “Profissões de Verão”, quando ainda fazia a personagem “Lili”. Ele relata, em entrevista ao Jornal do Garcia, mais detalhes sobre sua trajetória, seus sonhos e todo esse sucesso nas praias cariocas. Fernando diz que saiu de São Sepé por falta de oportunidades, mas sonha um dia voltar, com muitos planos de incentivo à arte da dramaturgia na terra natal. 

 

ENTREVISTA

JG: Fernando, quando e por que você saiu de São Sepé?

Fernando: Eu sai de São Sepé em 2002 e fui para Porto Alegre,  onde consegui emprego de vendedor.  Logo após um ano, fui tentar a vida em Florianópolis e por lá fiquei 3 meses, só trabalhei como temporário. Quando  recebi meu salário, fui só com a passagem até São Paulo  e de lá peguei carona para vir até o Rio. Cheguei sem nada, nem um real no bolso e hoje moro de frente para o mar. Na verdade  eu sai de São Sepé pelo desemprego e a falta de oportunidades.

JG: Por que a escolha pelo Rio de Janeiro?

Fernando: Eu escolhi o Rio pela Globo e por outras emissoras de televisão,  pois eu sempre sonhei em ser ator  famoso.  Hoje, graças a Deus aqui no Rio de Janeiro a praia toda me conhece, vendedores, barraqueiros playboys, gente da favela, em fim sou bem conhecido e ainda lembram de mim sempre falam comigo nas ruas.

JG: Como é sua vida ai, o que você faz?

Fernando: Moro em uma comunidade turística, devido À trilha do Morro Dois Irmãos, onde a cantora Beyonce gravou o clipe Blue Ivy, e onde celebridades de novelas também circulam bastante, como o ator Thiago Martins,    Marcelo Mello,  Roberta Rodrigues a ex-BBB Jaqueline, entre tantos outros.  Todos esses famosos você encontra pelas ladeiras.  Eu  trabalho nas praias da Barra da Tijuca, Copacabana,  Ipanema e Leblon.  Posso escolher a praia, pois moro perto de todas. Vendo camisetas, chapéus e sanduíches.

JG: Você já foi personagem de diversas reportagens sobre tua vida na praia vendendo lanches. Como surgiu essa ideia?

Fernando: Na verdade,  fiz a Lili, de 2014 a 2015.  Agora em 2016,  estou com “Sanduíches Naturais da Fefé, só não come quem não quer”.  Fefé  está ganhando espaço pelas praias e a ideia surgiu depois que eu fiz um sanduíche com nozes e castanhas do Pará, kiwi,  ameixa e frutas desidratadas. Resolvi vender na praia, e no primeiro dia, já vendi todos.  Então, estou vendendo e arriscando a sorte para ser entrevistado ou chamado para  um programa de televisão.

JG: Com o que você vende dá para apenas para sobreviver, ou vai além disso?

Fernando: Bom,  pago aluguel, divido uma casa de dois andares com vista para o mar com minha amiga e ganho o suficiente para me manter aqui.  Falando bem, tenho arroz e feijão, mas dá pra viver bem e com saúde, e tem minha vista que amo muito, de frente para o  mar, o Cristo e as praias do Leblon e Ipanema.  Não tem riqueza no mundo que pague tudo isso.

JG: Quem faz mais sucesso, o teu personagem ou o teu lanche?

Fernando: Os dois. Fefé é uma personagem que canta e encanta os homens que passam, devido à sensualidade. Já os sanduíches chamam atenção por que eu faço  sabores diferentes, como filé de frango grelhado com salada e ameixa sem caroço,  contrafilé grelhado, salada  com kiwi  e figo desidratados. Tenho  também o vegano para pessoas que não comem carne,  então é só salada com frutas picadas, por isso estão começando a fazer sucesso.

JG: A reportagem no Globo Repórter em 2014 ajudou a aumentar as vendas na praia?

Fernando: Sim,  na época da reportagem eu vendia, em média,  100 a 120 sanduíches por dia, mas agora  as vendas diminuíram bastante.

JG: Sente saudades de São Sepé e sua gente?

Fernando: Sim.  São Sepé foi onde nasci e me criei. Tenho amigos, família e amores secretos.  Pretendo voltar um dia, não só para visitar, mas para ficar.  Quero trabalhar com teatro e TV. Meu sonho é  fazer curtas metragens baseados na histórias de São Sepé, como o Lobisomem e A Mulher de Branco. Enfim,  quero poder usar atores de São Sepé  e ajudá-los a levar um material bem desenvolvido a qualquer produtor que eles encontrarem para lhes dar oportunidades.

JG: Você acha que o sucesso que você faz no Rio de Janeiro, faria em São Sepé ou em outro lugar? Por que?

Fernando: Sim,  porque  se as duas cidades  tiverem oportunidades de trabalho e a remuneração for suficiente para suprir necessidades e além disso possa haver crescimento profissional,  claro que sim. O sucesso  não vem da noite para o dia, ele vem com luta, suor e responsabilidade.

 

VEJA A REPORTAGEM COM FERNANDO MOTTA NO GLOBO REPÓRTER

Fernando faz sucesso pelas praias do Rio de Janeiro

Fernando faz sucesso pelas praias do Rio de Janeiro

.

.

Fernando Motta

Fernando Motta

 

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem