Enquete

Quem da dupla Grenal vai se dar melhor em 2021?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Rio Grande do Sul ficará todo em bandeira preta

25 de fevereiro de 2021 | Arquivado em Geral | 520 views

Todas as regiões do Rio Grande do Sul ficarão em bandeira preta, de maior risco epidemiológico, no mapa definitivo do Distanciamento Controlado a ser divulgado nesta sexta-feira. As regras entrarão em vigor no sábado, com a suspensão da cogestão. A decisão faz parte do recurso salvaguardas, deliberado pelo Gabinete de Crise, para situações em que a proporção de leitos livres para leitos ocupados seja inferior a 0,35. A antecipação da leitura foi dada pelo governador Eduardo Leite, em transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta quinta-feira.

“É um momento de urgência, precisa de comprometimento de todos. A situação é muito grave”, apontou Leite. De acordo com ele, a medida também cumpre um papel de conter disparidade. Ou seja, uma região que cumpre protocolos mais flexíveis e, por isso, possa ter maior taxa de transmissibilidade do vírus não comprometer uma região vizinha com restrições mais severas e menor circulação da população. A previsão do governador é que uma semana da medida em vigor já seja o suficiente para frear o alto índice de transmissão do vírus. Também fica mantido a todo o Estado a restrição noturna das 20h às 5h aos serviços considerados não-essenciais.

De acordo com o anúncio, nenhum protocolo deverá ser alterado especificamente para a bandeira preta. Assim, as aulas para a educação infantil e 1º e 2º anos do Fundamental seguem autorizadas, uma vez que sejam obedecidos os protocolos previstos. No entanto, Leite não descartou a possibilidade de novas restrições para todo o território gaúcho. “Vamos continuar trabalhando e vendo qual a necessidade”, sinalizou.

Mais cedo, Eduardo Leite conversou com o presidente da Famurs, Maneco Hassen, e demais prefeitos, e optou pela suspensão da cogestão por uma semana. O governador reforçou que conta com a cooperação dos gestores municipais. “Prefeitos podem até ter visões distintas, mas entendo de que houve a manifestação consciente para respeitar as regras. Eu conto com a consciência de obediência à lei e à regra. E completou: “condutas que se desalinhem, abertamente confrontem, serão passívieis de responsabilização judicial.”

O Rio Grande do Sul chegou, nesta quinta-feira, a 12.149 mortes por Covid-19 – sendo 120 reportadas nas últimas 24 horas. O total de infectados, nos últimos 11 meses, é de 624.831 casos confirmados, sendo 94% recuperados. A taxa de mortalidade por coronavírus, segundo os dados estaduais, é de 106,8 por 100 mil habitantes.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem