Enquete

Qual seu interesse e posição pelas eleições Municipais do ano que vem?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Polícia prende duas suspeitas da morte de Bruno dos Santos

2 de setembro de 2019 | Arquivado em Polícia | 3.478 views

Delegada Carla Dolores de Almeida- Foto Débora Halberstadt

Polícia se surpreende com o requinte de crueldade como o rapaz acabou morto.

A Polícia Civil de São Sepé anunciou em coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira, 2 de setembro, a prisão de duas suspeitas da morte de Bruno Toledo dos Santos, ocorrida no inicio do mês de agosto.

O caso ganhou enorme repercussão pelo requinte de crueldade no assassinato de Bruno, que foi encontrado com o corpo carbonizado.

Para a delegada Carla Dolores Castro de Almeida , a forma como o rapaz foi assassinado, com requinte de crueldade,  impressiona até a polícia.

De acordo com a delegada Carla Almeida, o homicídio ocorreu no dia 7 de agosto. O corpo do Bruno Toledo dos Santos foi encontrado carbonizado no dia seguinte ao crime, na residência do irmão e a partir disso a polícia começou um trabalho intenso de investigações.

Através desse trabalho foi possível conseguir diversas provas que levaram a polícia chegar até as suspeitas deste delito,  que conforme a delegada, foi extremamente bárbaro pelo meio da execução que foi utilizado. Carla Almeida, disse que a vítima foi queimada viva. Destacou ainda que a polícia tinha que dar uma resposta rápida à sociedade e que apesar das reclamações na demora, entende que a polícia conduziu de forma objetiva essas investigações, com provas contundentes que levaram as duas suspeitas para a prisão.  

Duas mulheres, sendo uma  de 35 anos e a outra de 25 anos, estão presas provisoriamente, estas prisões foram deferidas pelo Poder Judiciário de São Sepé.

De acordo com a Delegada Carla Almeida, a polícia vai concluir o inquérito com indiciamento de ambas pelo crime de homicídio triplamente qualificado pela emboscada, motivação torpe e meio cruel. A execução teria sido motivada por questões amorosas.

O resultado na necropsia constatou  que a vítima estava viva quando foi queimada, segundo destacou a delegada. Carla Almeida não divulgou os nomes das acusadas do crime. As duas eram colegas de trabalho e uma delas foi presa hoje pela manhã enquanto trabalhava. A outra, foi presa na localidade do São Rafael, interior de São Sepé.

A polícia teve acesso às imagens de câmeras de vigilância do município no qual foi de extrema importância nas investigações, destacou a delegada.

Advogado Guiherme Mota

Para o advogado Guilherme Mota, que representa uma das acusadas, a sua prisão foi surpresa, pois segundo ele, quando sua cliente lhe procurou, sempre negou que tenha participado da morte de Bruno. 

Já o advogado, Divor Bassan Filho, contratado pela família, disse não ter nenhuma dúvida que as duas acusadas são as autoras do crime. Disse que trabalhou em conjunto com a polícia, passando importantes elementos que pudessem elucidar o caso. “ Agradeço a delegada Carla, que sempre nos atendeu com presteza. Tínhamos conhecimento de algumas situações que a polícia estava investigando e que por precaução, tivemos que omitir naquele momento dos próprios familiares. Foi um crime cruel e que revolta a todos, esperamos pela andamento do inquérito para que possam ser esclarecidos outras questões, inclusive de mais gente envolvida de alguma forma com esse crime bárbaro” disse o advogado Divor Bassan Filho.  

Dupla responderá por homicídio triplamente qualificado. Corpo foi encontrado em 7 de agosto, em São Sepé — Foto: Polícia Federal / Divulgação

Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem