Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Onda de roubos preocupa moradores da área rural de São Sepé

23 de maio de 2020 | Arquivado em Polícia | 1.947 views


Produtores rurais estão cada vez mais preocupados com os ataques às propriedades. Longe da zona urbana, criminosos usam a violência e fazem reféns para roubar.


Moradores do interior de São Sepé estão vivendo em panico com inúmeros roubos a propriedades rurais que cresceu nos últimos meses.


Na noite de sexta-feira, 23 de maio, três homens arrombaram uma propriedade na BR 392, próximo ao Posto Pillon e causaram vários estragos vasculhando a casa, causando danos ao patrimônio.
Pouco mais tarde, invadiram outra propriedade na mesma região, mas foram surpreendidos pelo caseiro que conseguiu se comunicar com a Brigada Militar. Os policiais foram ao local,mas os ladrões já haviam fugido para os matos.


Nos últimos dias várias ocorrências desse tipo tem sido registradas, onde os ladrões inclusive fazem as vítimas de reféns, trancando em peças das casas para efetuarem os roubos. Além do prejuízo material, ficam os problemas emocionais de quem passa pela situação de violência, sob a mira de uma arma e ameaça dos bandidos.


Uma moradora da localidade de Mata Grande, que comercializa seus produtos na Feira do Produtor na cidade enviou uma mensagem a nossa redação pedindo socorro para as autoridades.
No início desse ano ladrões roubaram a propriedade da família. A vítima fez um desabafo e pede solução urgente para os moradores do campo:


” Fui assaltada em fevereiro, e depois disso não tenho mais feito feira, sinto insegura, e sem vontade mais para fazer feiras. O trabalho se vai todo com esses vagabundos. Na última semana meu vizinho foi assaltado e amarrado dentro de casa. Por favor senhor prefeito, vereadores, órgãos de polícia, nós do campo precisamos de ajuda urgente e por mais segurança”. disse a produtora rural que pediu para que seu nome não fosse divulgado.


A polícia já vem trabalhando nas investigações desses roubos e ações mais efetivas devem ser implementadas para prender os bandidos.

DICAS DE SEGURANÇA:

1. Combinar com vizinhos, motoristas de transporte escolar e de coletas de produtos rurais, códigos para situação de perigo (conversação, sinais sonoros e/ou visuais).

2. Adquirir sistemas de comunicações (telefone, rádio etc.) e procurar instalar portões eletrônicos, alarmes e câmeras de vigilância e luzes em pontos estratégicos da propriedade.

3. Ter os telefones úteis como, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, vizinhos, amigos e parentes de fácil acesso. Até gravados em memória e identificados de forma a efetuar fácil ligação, por ex. 1, 2, 3, 4, etc

4. Manter animais (como cachorros, gansos) que possam denunciar a chegada de estranhos, além de colocar cadeados nas porteiras e portões de acesso à propriedade.

(Lembrando que cães específicos precisam ser treinados para guarda e proteção, recusa de alimentos de estranhos para tanto sugere-se a busca por treinador qualificado.)

5. Não deixar chaves em locais que tragam risco à segurança (troncos, pedras etc.).

6. Cientificar o vizinho nos casos de ausência e evitar a rotina de deixar as luzes externas acesas ao sair. Pedindo que recolham jornais, revistas, periódicos, etc que podem denunciar a ausência do local.

7. Evitar rotinas, alterar caminhos, condutas e horários. Não comentar particularidades sobre a família ou a propriedade e orientar funcionários a fazerem o mesmo.

8. Evitar comentar ou manter na propriedade objetos de valor ou somas em dinheiro. Recorrer aos bancos para depósitos ou pagamentos.

9. Estar atento aos compradores ou vendedores estranhos e ter cuidado com negócios fáceis e lucrativos.

10. Vistoriar periodicamente a propriedade, verificando cercas, animais, acessos etc.

11. Deixar nas pastagens próximas de estradas ou local de fácil acesso os animais de difícil manejo e no período noturno, procurar recolhê-los nas proximidades da sede.

12. Pedir referências e checá-las antes de contratar funcionários. É de grande importância possuir um cadastro de todos os funcionários, fotos digitalizadas (pode ser por webcam ou câmera digital), cópia de documentos e endereço correto.

13. Evitar manter armas na propriedade, pois ao invés de repelir poderá atrair meliantes e seu uso incorreto agravará a situação e colocará a família em risco.

14. Ao alugar um imóvel, certificar para quem e qual a finalidade, anotando dados, inclusive os do veículo.

15. Verificar, ao aproximar-se do imóvel, sinais exteriores de irregularidade e não ter pressa de entrar.

16. Identificar máquinas e implementos a fim de facilitar seu reconhecimento imediato ou após a prática do crime. Armazenar fotos, gravar números em outros locais da própria máquina, são boas medidas. (Quando as maquinas são roubadas ou furtadas as placas e identificações originais são retiradas)

17. Instalar nos maquinários agrícolas equipamentos de segurança que dificultem a sua locomoção, procurando mantê-los trancados num galpão próximo a casa. (Pode ser instalado rastreador, ou verificar a possibilidade de seguro para os equipamentos)

18. Guardar em local adequado as ferramentas de uso diário (facão, foice, pá etc.), pois podem ser utilizados para arrombamento ou contra você.

19. Se for vítima de roubo, não reagir. Embora seja difícil, manter a calma e procurar memorizar detalhes durante o roubo, como fala dos criminosos, tatuagens, vestimentas, e outros.

20. Em deslocamentos procurar portar aparelho celular e quando acionar a polícia, cientificar-se com qual cidade está falando.

21. Ao perceber veículos e pessoas em atitudes suspeitas, anotar o maior número de dados e particularidades, repassando à polícia e aos vizinhos. Muitas vezes portamos um celular com câmera digital, e fazer uma foto de um veículo e suspeitos ainda que de forma discreta, poderá ajudar posteriormente.

22. Informar à polícia ao notar algum crime, preservar o local para perícia e registrar o B.O. com maior número de informações possíveis.

Esperamos ter ajudado com algumas dicas assim precavendo os produtores e pessoas que vivem no campo.

FONTE- CMDR HOLAMBRA A VOZ DO PRODUTOR– Willy Groot – Presidente CMDR Holambra.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem