Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


O papel da escola em relação à geração 2020 – Simone Bório

21 de julho de 2020 | Arquivado em Opinião | 62 views

Simone Bório

Neste momento tão complexo e difícil, nossa preocupação está em não deixar nossos alunos “no vácuo”, pois não é possível e nem justo reter a capacidade e a vontade de aprender que eles trazem consigo.

Sabemos que a alfabetização/aprendizagem não se dará da mesma forma pela qual todos nós fomos alfabetiza do sou conduzidos, mas ninguém pode afirmar se será pior ou melhor, até que se concretize.

Leva-se em conta também que para as crianças em fase de alfabetização/ aprendizagem num ano tão atípico como este, não existe ou existiu outra forma de se alfabetizarem ou aprenderem.

Para eles tudo é novo e, assim como no ensino presencial, pode ou não funcionar. Muitos são os fatores que auxiliam ou atrapalham o processo de letramento / aprendizagem de cada criança, tanto presencialmente como a distância.

Há que se levar em conta ainda que eles são uma geração digital desde sua concepção e que a dificuldade de lidar com a tecnologia está muito mais nos adultos,que precisam conduzi-los e auxiliá-los.Entendemos que o melhor que todos nós, pais e educadores, podemos fazer é proporcionar situações diversas de aprendizagem, dentro de nossas limitações, para que eles não “estacionem no tempo”.

Muitos objetos do conhecimentos e rão compreendidos e absorvidos e outros tantos não. Mas, teremos os próximos dois anos para dar continuidade a esse processo de alfabetização, como é previsto em lei e como vem acontecendo já há algum tempo: os alunos progridem do 1º para o 2º e deste para o 3º ano, pois esse é o período de desenvolver o processo alfabetizatório.

Assim também se dará com a geração 2020 em todas as séries e níveis de ensino, tanto público quanto privado.Por fim, acreditamos que sim, apesar de todas as dificuldades, dúvidas e ansiedades que estamos vivendo, aprender, mesmo que não da forma como gostaríamos ou acreditamos, nunca será um tempo perdido.

Aprender em qualquer situação ou adversidade faz parte da condição humana. É um processo contínuo e que se estende por toda a nossa existência. Toda aprendizagem é válida, vem para ficar e marcar nossa vida para sempre.

Não podemos estancar ou reter o conhecimento.Isso, sim, seria muito prejudicial e, de certa forma, até irrecuperável. Precisamos levar em conta que nossos filhos e alunos da geração 2020 estão aprendendo e amadurecendo muito mais rapidamente que todos nós o fizemos, em 8 ou 9 anos de Ensino Fundamental.

A pandemia está nos ensinando, como adultos, a exercitar a paciência, a solidariedade, a empatia e a resiliência a duras penas. Enquanto que para eles, essa aprendizagem de vida, aliada ao conhecimento escolar, está se dando de forma natural, profunda e os marcará para sempre.

Acreditamos que construirão uma geração melhor que a nossa.O que não podemos e nem desejamos é tirar o direito de nossas crianças progredirem e se apropriarem dos conhecimentos que necessitam nessa fase, por conta de uma pandemia que independe da nossa vontade.Estamos nos dedicando a ser escola o tempo todo, a superar tudo isso juntos, dividindo nossas angústias e somando nossas esperanças.

O mundo inteiro está passando por essa fase e terá que se reerguer e acertar o passo após isso. Para isso, contamos uns com os outros e iremos, certamente, proporcionar o que de melhor pudermos para essa geração.

Professora Simone Gadret Bório

Licenciada em Letras, especialista em Gestão Escolar.

Professora e Coordenadora pedagógica na E.E.E.F. Profª. Zilda Morrone Pelotas, RS.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem