Enquete

Você aposta na classificação dos times gaúchos na Libertadores 2020?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Nunca deixe de ser você mesmo – Sérgio Almeida

16 de novembro de 2018 | Arquivado em Opinião | 84 views

.

Nunca deixe de ser você mesmo

 

A cabeça de um articulista está sempre borbulhando de ideias, e ele tem zilhões de assuntos sobre os quais gostaria de escrever. E, particularmente, sinto-me realizado quando consigo elaborar um artigo que leve o leitor ao ponto final do texto.

Minha estreia em jornais se deu no dia 10 de janeiro de 2007. Dede lá, são 644 artigos. Mas, nem tudo são flores na vida de um escritor. Em 30 de maio de 2012, os criticadores de plantão do Fórum do Leitor na internet de um dos jornais que eu escrevo não gostaram do título “Se chiar resolvesse, sal de fruta não morria afogado” e vieram contra mim como abelhas enfurecidas. Foram 38 comentários, a maioria “descendo a ripa”. O diretor-editor me enviou e-mail “tranquilizador”: “Parabéns, começaste bem!”. Rebati: “Como assim, estão me criticando”.

Na semana seguinte, tentei criar um conteúdo mais leve e relatei a história do gato Romeu que fora adotado depois de ter sido achado agonizando na rua. Não colou! Foram 46 comentários, a maioria “críticas depreciativas”. Enviei e-mail para o diretor-editor pedindo para sair. Ele respondeu: “Pedido recusado, vamos ser feliz!”.

Continuei escrevendo (e sendo alvo de críticas) e, em minha 16ª coluna levantei questões em relação a inversão de valores morais e éticos dos tempos modernos, e o texto gerou 120 comentários, a maioria de teor insultuoso. Pensei que não tinha mais jeito.

De repente, um internauta de Florianópolis partiu em minha defesa ao postar um comentário no Fórum do Leitor informando que iria encaminhar cópias das postagens ao Ministério Público para apreciação como se tratando de bullying virtual e prepotência intelectual. Foi um santo remédio! As críticas cessaram e, desde então, eu pude ser eu mesmo – e não o que algumas pessoas querem que eu seja.

Ninguém consegue agradar a todos. E quem procura agradar a todos não agrada a ninguém. Cada articulista tem o seu “estilo”, um modo próprio e único de se exprimir. Num mundo onde o que é diferente em você incomoda o outro – e o que é diferente no outro incomoda você –, é preciso firmeza de espírito para ser você mesmo. E quando você faz escolhas que nada tem a ver com quem você é só para ser aceito pelos demais, acaba por se distanciar um pouco mais de quem você realmente nasceu para ser. Sendo assim, não é sábio ser sempre o mesmo, mas pior é deixar de ser você mesmo.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem