Enquete

Como você está se sentindo nesse período de isolamento?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Não era um saco. Era uma cruz. Sérgio da Silva Almeida

26 de dezembro de 2019 | Arquivado em Opinião | 1.269 views

 

Quando eu tinha 33 anos comecei a estudar profundamente sobre a vida de Jesus. Muitas linhas têm sido escrita a respeito desse homem que viveu num pequeno povoado da Galileia chamado Nazaré, região situada ao norte da Palestina e que, com 30 anos, deu início a um projeto de vida centrado na sua vida e nos seus ensinamentos chamado Cristianismo, que ainda hoje conquista o coração de milhares de pessoas, a cada dia, na maior parte do planeta.

Com certeza, as pessoas daquela época que o viam falando aos homens acerca do Reino de Deus e do Reino dos Céus, arrazoavam entre si: “é somente um moço sonhador”. Porém, se perguntarmos quem foi o homem mais importante da história… Quem foi o homem que mais influenciou o mundo… Quem é o líder com mais seguidores… as respostas serão unânimes: Jesus.

Em um período curtíssimo de tempo, três anos e meio, sem rádio, sem televisão, sem jornal, sem carro, sem ônibus, sem avião, sem Facebook, sem Instagram, sem WhatsApp – e sem nunca ter escrito um livro –, Jesus foi capaz de mudar a história da humanidade de tal maneira que até o tempo cronológico se conta antes e depois dele.
Podemos pensar que seus primeiros 12 seguidores eram pessoas inteligentes, corajosas e grandes líderes da época. Entretanto, ao conhecer sua biografia, constatei que não passavam de homens simples, medrosos e descrentes. Todavia, eram 12 homens e um destino: Mudar o planeta proclamando a mensagem de “viver na contramão do mundo”.
Antes e depois dele, houve muitos mestres que disseram o suficiente para encher bibliotecas inteiras. Nenhum, porém, pode ser comparado com Jesus. Não houve outro que ousasse afirmar “Eu sou a luz do mundo” ou “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida”. Sem falar que somente Jesus deu sua vida por nós – e retornou a vida.
Um simples passeio histórico pela existência do Nazareno nos mostra que todos os políticos, historiadores, filósofos, mestres, de todo o planeta, não conseguiram influenciar mais pessoas quanto Jesus. Seu segredo: o amor. E é por causa desse amor que eu nunca falei aos meus filhos sobre o homem rechonchudo, alegre e de barba branca que no fim do ano carrega um saco cheio de presentes, mas sobre o filho de Deus que veio à Terra em forma humana e que, mesmo desprezado e rejeitado pelos homens, suportou o castigo de todos os nossos pecados ao carregar uma cruz pesada demais para alguém carregar.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem