Enquete

Você aposta na classificação dos times gaúchos na Libertadores 2020?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Músico Aléx Casanova vai receber homenagem do Legislativo

23 de novembro de 2018 | Arquivado em Educação e Cultura, Geral | 907 views

 

Aléx Casanova esteve no Sinuelo da Canção nativa Foto: Anderson Vargas

 

O músico sepeense,  Aléx Casanova vai receber homenagem do Poder Legislativo de São Sepé.

A cerimônia será no dia 27 de novembro, quando a Câmara de Vereadores faz a entrega de Moções Legislativas.

A indicação do nome de Aléx Casanova partiu do vereador Lauro Ourqiues, pela sucesso e trajetória na música e no cenário artístico e cultural de São Sepé e região.

Aléx Casanova é proprietário do conjunto musical, além de autor de diversas canções. Participa de festivais nativistas, entre eles,  Reculuta da Arte Nativa e o Sinuelo da Canção Nativa, onde tem músicas em CDS, como: Os gringos da Mata Grande, O Baile do Bépe Martini, Quito Légio, Lá no Salão da Plata, entre outras.

CONHEÇA A BIOGRAFIA DO HOMENAGEADO:

Alex Carvalho Casanova (Alex Casanova ), natural do distrito de Mata Grande no município de São Sepé, filho de José Antenor Posser Casanova e Odete Carvalho Casanova, sendo seus avós paternos Emílio e Valéria Casanova e avós maternos Dorival e Clélia Lopes de Carvalho.

Iniciou sua carreira musical aos 13 anos tocando com seu professor de violão e parceiro de dupla Júlio Souza, onde se apresentavam em tertúlias de rodeios pelo município. No ano de 1989 iniciou sua trajetória em Grupos de baile como “Os Parceiros” e “Canto Gaúcho” de São Sepé, transferindo-se em 1991 para Santa Maria onde por sete anos e meio integrou o Grupo Vozes do Pampa, posteriormente por cinco anos fez parte dos Mateadores, grupo este na época radicado em Santiago RS.

No ano 2004 em Santa Maria formou seu próprio Grupo, o Mate Novo onde segue firme e forte levando a autêntica música galponeira do Rio Grande aos mais longínquos rincões do sul do Brasil. Paralelamente a este trabalho também participou de Grupos Vocais de Invernadas Artísticas de CTGs, sagrando-se Campeão do ENART pelo CPF Piá do Sul de Santa Maria no ano de 1998. Também desde o início de sua carreira esteve ligado aos festivais nativistas destacando-se como um dos jovens intérpretes e compositores do Mutirão Abebeano de São Sepé, Reculuta de Vila Nova do Sul, Mate Amargo e Sentinela da Canção de Caçapava do Sul e Estância da Canção Gaúcha de São Gabriel. É autor de músicas mais Popular do Sinuelo da Canção de São Sepé, onde sempre procura trazer temas relacionados a sua terra e sua gente, resgatando assim a cultura regional do município. Dentre estas destacam-se:

– São Sepé na paz do rio – Autores: (Paulo César Righi e Alex Casanova) – 4º Mutirão Abebeano – Ano: 1991 (música que fala da paz e dos segredos imaginários que a água do rio São Sepé traz ao bater nas pedras do mesmo em seu percurso).

– Quito Légio “O homem que não batia em tapera” (Vilmar da Silva Santos “O Gaúcho Paciência” e Alex Casanova) – 6º Mutirão Abebeano – Ano 1996? (música baseada na “história” de Quito Légio, pai do Gaúcho Paciência, figura lendária que percorreu o interior do município e que trazia como ditado próprio em seus dizeres eu me chamo Quito Légio “O homem que não bate em tapera”

– Tio Colosso – Autores: (Sincero Brites e Alex Casanova) 7º Mutirão Abebeano 1997? (música que conta a “história” de um negro velho conhecido como Tio Colosso que ficou perturbado mentalmente após as revoluções e se tornou caminhante, saia gritando pelas estradas com um lenço maragato atado ao pescoço, entoando gritos de guerra e chamando o inimigo para o combate). – Apertado como Rato em Guampa – Autores: (Vilmar da Silva Santos “O Gaúcho Paciência” e Alex Casanova) 7º Mutirão Abebeano 1997? (música que fala das dificuldades que o homem do campo enfrenta para plantar sua lavoura frente aos altos juros cobrados pelo governo).

– Lá no Salão da Plata – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 12º Sinuelo da Canção (música que fala de um dos maiores bailes do interior de São Sepé, o Salão da Plata, salão este que fica localizado no Passo dos Leites “Campestre”, trazendo a “ história” de seus personagens: Iraní de Rosso (promovia grandes carreiradas em uma cancha ao lado do salão). Odel e Oscar (uma das maiores duplas de acordeonistas que São Sepé já teve, Quintino e Cilico (músicos que passaram por vários conjuntos locais), E o tal de “Garnizé”, um grande dançador da época que não perdia uma marca que fosse, e se houvesse um concurso de dança, nunca perdia.

– Os “Gringo” da Mata Grande – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 14º Sinuelo da Canção (música que conta um pouco da história do Salão da Mata Grande e que fala da reunião do gringos domingo a tarde para jogar bocha, pife, cinqüilio, futebol e rezar o terço as quatro da tarde, trazendo em sua letra os sobrenomes das famílias que formaram aquela comunidade).

– O Baile do Bépe Martini – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 15º Sinuelo da Canção (música que conta a história do tradicional salão de baile do Seu Bépe Martini, salão localizado na Mata Grande, trazendo no desenvolvimento da letra, personagens, fatos e acontecimentos relacionados ao baile

Alex Casanova é bacharel em Música e Tecnologia pela Universidade Federal de Santa Maria.

 

 

 

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem