Enquete

Você concorda ou não com a exploração de carvão em São Sepé?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Músico Aléx Casanova vai receber homenagem do Legislativo

23 de novembro de 2018 | Arquivado em Educação e Cultura, Geral | 887 views

 

Aléx Casanova esteve no Sinuelo da Canção nativa Foto: Anderson Vargas

 

O músico sepeense,  Aléx Casanova vai receber homenagem do Poder Legislativo de São Sepé.

A cerimônia será no dia 27 de novembro, quando a Câmara de Vereadores faz a entrega de Moções Legislativas.

A indicação do nome de Aléx Casanova partiu do vereador Lauro Ourqiues, pela sucesso e trajetória na música e no cenário artístico e cultural de São Sepé e região.

Aléx Casanova é proprietário do conjunto musical, além de autor de diversas canções. Participa de festivais nativistas, entre eles,  Reculuta da Arte Nativa e o Sinuelo da Canção Nativa, onde tem músicas em CDS, como: Os gringos da Mata Grande, O Baile do Bépe Martini, Quito Légio, Lá no Salão da Plata, entre outras.

CONHEÇA A BIOGRAFIA DO HOMENAGEADO:

Alex Carvalho Casanova (Alex Casanova ), natural do distrito de Mata Grande no município de São Sepé, filho de José Antenor Posser Casanova e Odete Carvalho Casanova, sendo seus avós paternos Emílio e Valéria Casanova e avós maternos Dorival e Clélia Lopes de Carvalho.

Iniciou sua carreira musical aos 13 anos tocando com seu professor de violão e parceiro de dupla Júlio Souza, onde se apresentavam em tertúlias de rodeios pelo município. No ano de 1989 iniciou sua trajetória em Grupos de baile como “Os Parceiros” e “Canto Gaúcho” de São Sepé, transferindo-se em 1991 para Santa Maria onde por sete anos e meio integrou o Grupo Vozes do Pampa, posteriormente por cinco anos fez parte dos Mateadores, grupo este na época radicado em Santiago RS.

No ano 2004 em Santa Maria formou seu próprio Grupo, o Mate Novo onde segue firme e forte levando a autêntica música galponeira do Rio Grande aos mais longínquos rincões do sul do Brasil. Paralelamente a este trabalho também participou de Grupos Vocais de Invernadas Artísticas de CTGs, sagrando-se Campeão do ENART pelo CPF Piá do Sul de Santa Maria no ano de 1998. Também desde o início de sua carreira esteve ligado aos festivais nativistas destacando-se como um dos jovens intérpretes e compositores do Mutirão Abebeano de São Sepé, Reculuta de Vila Nova do Sul, Mate Amargo e Sentinela da Canção de Caçapava do Sul e Estância da Canção Gaúcha de São Gabriel. É autor de músicas mais Popular do Sinuelo da Canção de São Sepé, onde sempre procura trazer temas relacionados a sua terra e sua gente, resgatando assim a cultura regional do município. Dentre estas destacam-se:

– São Sepé na paz do rio – Autores: (Paulo César Righi e Alex Casanova) – 4º Mutirão Abebeano – Ano: 1991 (música que fala da paz e dos segredos imaginários que a água do rio São Sepé traz ao bater nas pedras do mesmo em seu percurso).

– Quito Légio “O homem que não batia em tapera” (Vilmar da Silva Santos “O Gaúcho Paciência” e Alex Casanova) – 6º Mutirão Abebeano – Ano 1996? (música baseada na “história” de Quito Légio, pai do Gaúcho Paciência, figura lendária que percorreu o interior do município e que trazia como ditado próprio em seus dizeres eu me chamo Quito Légio “O homem que não bate em tapera”

– Tio Colosso – Autores: (Sincero Brites e Alex Casanova) 7º Mutirão Abebeano 1997? (música que conta a “história” de um negro velho conhecido como Tio Colosso que ficou perturbado mentalmente após as revoluções e se tornou caminhante, saia gritando pelas estradas com um lenço maragato atado ao pescoço, entoando gritos de guerra e chamando o inimigo para o combate). – Apertado como Rato em Guampa – Autores: (Vilmar da Silva Santos “O Gaúcho Paciência” e Alex Casanova) 7º Mutirão Abebeano 1997? (música que fala das dificuldades que o homem do campo enfrenta para plantar sua lavoura frente aos altos juros cobrados pelo governo).

– Lá no Salão da Plata – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 12º Sinuelo da Canção (música que fala de um dos maiores bailes do interior de São Sepé, o Salão da Plata, salão este que fica localizado no Passo dos Leites “Campestre”, trazendo a “ história” de seus personagens: Iraní de Rosso (promovia grandes carreiradas em uma cancha ao lado do salão). Odel e Oscar (uma das maiores duplas de acordeonistas que São Sepé já teve, Quintino e Cilico (músicos que passaram por vários conjuntos locais), E o tal de “Garnizé”, um grande dançador da época que não perdia uma marca que fosse, e se houvesse um concurso de dança, nunca perdia.

– Os “Gringo” da Mata Grande – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 14º Sinuelo da Canção (música que conta um pouco da história do Salão da Mata Grande e que fala da reunião do gringos domingo a tarde para jogar bocha, pife, cinqüilio, futebol e rezar o terço as quatro da tarde, trazendo em sua letra os sobrenomes das famílias que formaram aquela comunidade).

– O Baile do Bépe Martini – Autor: (Alex Casanova) – Música Mais Popular do 15º Sinuelo da Canção (música que conta a história do tradicional salão de baile do Seu Bépe Martini, salão localizado na Mata Grande, trazendo no desenvolvimento da letra, personagens, fatos e acontecimentos relacionados ao baile

Alex Casanova é bacharel em Música e Tecnologia pela Universidade Federal de Santa Maria.

 

 

 

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem