Enquete

Você aposta na classificação dos times gaúchos na Libertadores 2020?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Mudanças fazem parte da vida – Sérgio Almeida

30 de agosto de 2018 | Arquivado em Opinião | 75 views

Sérgio Almeida

Último artigo que envio de Chapecó. Em 2014 troquei o galeto, a polenta e o radicci de Caxias pelo bacon e o lombo de porco de Chapecó. Amanhã vou virar “peixeiro” e chegará a vez da tainha de Cabeçudas.

Cabeçudas é uma praia tranquila e romântica localizada na cidade de Itajaí (SC). E logo de cara, além das pedras e do verde que a rodeia, o que chama a atenção é o sotaque “peixerês”. A fala rápida e cantada, a omissão de sílabas e a troca do “s” pelo “x” na pronúncia reflete o espírito cômico do povo. Se perguntar sobre um endereço: “Na próxima sinaleira tu pegas à exquerda, quando chegar na rótula tu axas”. Sobre as cidades próximas: “Luix Alvix, Bruxque, Navegantix”. Se desejar ajudar na cozinha: “Quéix inxugá a loça? Se quéix, quéix senão quéix dix!”. E sobre o clima: “Ax vex fax xuva ax vex fax sol”.

Em muitos momentos, nos deparamos com situações em que é preciso mudar. E mudança é desconfortável, porque implica sair de uma situação da qual se tem controle para se lançar em direção ao desconhecido. Por isso é mais confortável continuar pisando em terreno que já foi pisado. Mas como digo: “A vida é como uma bola de boliche. Ela pode mudar de rumo a qualquer instante”.

A primeira mudança que tive que enfrentar aconteceu na infância. Meus pais me transferiram de um colégio municipal para um particular. Como todo guri tímido, tive que me esforçar para me adaptar e fazer novos amigos. Anos depois, fui morar em Santa Maria para cursar Administração na UFSM. Além de ter de morar longe dos pais, a pensão da dona Jovita tinha regras e para quem não se adaptava a porta da rua era a serventia da casa.

E tem a mudança do namoro para o casamento. Namorados não se veem todos os dias. No casamento há uma overdose de companhia. No namoro, quando há brigas, cada um vai emburrado para sua casa. No casamento, não tem para onde fugir. E a mudança após a chegada do primeiro filho. O casal passa a ocupar os seus dias (e noites!) com o pequeno. A mulher dá um salto de esposa para mãe e o homem de marido para pai.

Enfim… mudanças fazem parte da vida. Mas como diria os moradores de Itajaí em seu sotaque de peixeiro açoriano: “Independente da mudança xerá precixo abandonar a vida que havíamox planejado, porque já não xomos maix a pessoa que fez aquelex planox”.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem