Enquete

8 de março é o Dia Internacional da Mulher. Qual o maior desafio que as mulheres precisam conquistar?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Morre o ex-deputado Ibsen Pinheiro

24 de janeiro de 2020 | Arquivado em Geral | 388 views

FOTO MARCO QUINTANA/JC

O ex-deputado federal, jornalista e advogado Ibsen Pinheiro morreu na noite desta sexta -feira 24, aos 84 anos.

Conforme sua assessoria, ele realizava um tratamento de saúde, passou mal, teve parada respiratória e morreu por volta das 21h, em Porto Alegre.

Nascido em São Borja, no dia 5 de julho de 1935 foi promotor de justiça e procurador de justiça. Foi deputado estadual no Rio Grande do Sul. Foi presidente da Câmara dos Deputados durante o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Em 1994, teve seu mandato cassado de forma injusta – por causa de uma denuncia feita da revista VEJA, que anos depois se descobriu foi feita sem base nenhuma -, pela CPI que investigou as irregularidades no Orçamento da União, acusado pela revista Veja de participar do Escândalo dos Anões do Orçamento, um esquema de desvio de verbas, e condenado a ficar afastado da vida pública por oito anos. Em 2000, o Supremo Tribunal Federal arquivou o processo em que era acusado de sonegação fiscal.

Na primeira eleição em que concorreu após a retomada de seus direitos políticos, em 2002, concorreu a deputado federal, mas não se elegeu. Porém, em 2004, retornou à política, elegendo-se vereador de Porto Alegre, tendo sido o candidato mais votado naquela eleição. Em 2006, foi eleito novamente deputado federal. Aliado do governo Lula, votou a favor da CPMF, mas bateu de frente com os interesses do Presidente ao enviar em 2009 a Emenda Ibsen Pinheiro, que retirou royalties do petróleo dos estados produtores, para divisão igual entre os estados brasileiros.

Biografia
Filho de Ricardo Pinheiro Bermudes e Lilia Valls Pinheiro. Formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) na década de 1960.[2]

Na política começou em 1976, quando foi eleito vereador da cidade de Porto Alegre e, em 1978, deputado estadual, sempre pelo PMDB. A carreira como deputado federal pelo Rio Grande do Sul começou em 1982. Em 1986 foi eleito deputado constituinte e, de fevereiro de 1991 a fevereiro de 1992, foi o presidente da Câmara Federal, tendo conduzido o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Era um dos defensores das leis de reserva de mercado, e de medidas que protegiam a indústria brasileira à concorrência estrangeira, mas que impediam a sua modernização e ganho de competitividade.[carece de fontes] Sendo contrário à abertura econômica, era tido por seus adversários como protecionista e “anacrônico”.[carece de fontes]
Ibsen Pinheiro também fazia parte do conselho deliberativo do Sport Club Internacional e era procurador de Justiça aposentado.

Fonte: Felipe Vieira.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem