Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Memórias que me levaram à Educação do Campo – Tânia Regina Schirmann

17 de agosto de 2020 | Arquivado em Opinião | 223 views

Tânia Regina Schirmann

Este texto é originário dos estudos realizados na Disciplina Didáticas da Ciências Humanas do curso de Licenciatura em Educação do Campo, através da Universidade Federal de Santa Maria na modalidade-EAD.

Inicio esta escrita falando sobre a memória. Ela é muito preciosa, através dela entendemos o nosso viver, as escolhas que fazemos e irão refletir em todo nosso futuro, “(…) trabalhar com memória não implica buscar fatos como verdade absoluta, uma vez que a memória não é um repositório passivo de fatos, mas um processo ativo de criação de significados (PASSERINI, 1988). As trajetórias narradas proporcionam a construção de sentido de uma vida – a narração dessa trajetória não é resultante do que realmente ocorreu em termos de experiências e aprendizagens, e sim da organização desses elementos como um argumento com dimensão temporal, espacial e de múltiplas relações sociais (BOLIVAR et al.,2001)”.

Lembro que quando criança gostava de observar a natureza, lidar com o plantio, à medida que o tempo passou e ingressei na escola gostava de todas as disciplinas, porém a preferida era Técnicas agrícolas nos anos finais do ensino fundamental, precisamente sexta série.

Era muito agradável lidar com o plantio, eram feitas hortas e sempre muito bem cuidadas por nós educandos com supervisão de educadores.

O que era produzido nas aulas de Técnicas Agrícolas ia para merenda da escola, sentíamos muito orgulho de cooperarmos com a merenda escolar, ao ingressar no segundo grau que hoje é o ensino médio, fiz o curso de Auxiliar de Adubação que contava com a seguinte formação: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Educação Artística, Educação Física, Língua Inglesa, História, Geografia, Organização Social e Política do Brasil, Educação Moral e Cívica, Física, Química, Biologia, Matemática, Programas de Saúde, Ensino Religioso, Filosofia, Irrigação e Drenagem, Agricultura e Culturas.

O curso de Auxiliar de Adubação despertou – me cada vez mais o gosto pela agricultura, pois vim de uma família que mora no campo, e eu acredito que a vida no meio rural nos propicia progresso e desenvolvimento no ramo da alimentação mais sustentável, foi algo fundamental para minha escolha de formação acadêmica Educação do Campo.

Com a formação acadêmica em Educação do Campo objetivo estimular cada vez mais a valorização dos homens, mulheres e crianças que vivem no campo, com ela pretendo um dia alcançar ao objetivo que me motivou a fazer essa Licenciatura que é trabalhar em uma Escola do Campo.

Remetendo-me ao tempo atual em que estamos passando, ou seja, por uma pandemia, vejo cada vez mais a necessidade de políticas públicas que incentivem a permanência dos trabalhadores rurais no campo, pois é através do trabalho deles que a alimentação chega até a mesa da população. Em meio a tamanha importância quero ressaltar, também, o importante papel das escolas do campo, pois através de seus educadores os conhecimentos e saberes chegam até as comunidades rurais, contribuindo para a autonomia e criticidade dos sujeitos residentes no campo.

Tânia Regina Schirmann, acadêmica do 8º semestre do Curso de Licenciatura em Educação do Campo – EaD – UFSM, Polo de Educação Superior Sepé Tiaraju, São Sepé-RS.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem