Luz mais cara: Dicas para reduzir o seu consumo de energia e pagar menos

6 de setembro de 2021 | Arquivado em Geral | 432 views

A energia elétrica é um dos bens mais consumidos em todo o mundo, um dado que também vale para o Brasil: um país de grandes dimensões e que precisa gerar uma quantidade muito grande de eletricidade para suprir às necessidades de toda a população.

Para que a energia elétrica não seja utilizada de maneira desordenada e irresponsável, podendo acarretar em crises relacionadas à escassez, é importante que haja uma conscientização da população a respeito da economia de energia. Isso se torna ainda mais importante se levarmos em conta que o consumo desenfreado representa também um prejuízo ambiental muito grande.

Com o aumento da energia elétrica, é importante você começar a economizar e aliviar o seu bolso, já que o governo está anunciando desconto para o consumidor que conseguir reduzir o consumo.


Essa reportagem vai lhe trazer algumas dicas de como reduzir o consumo de energia elétrica e gastar menos na conta de luz e economizar no final do mês.
É muito importante traçar planos de ação para mudar pequenas atitudes na rotina e aprender como economizar dinheiro em seu dia a dia.

  1. Busque um aparelho para reduzir consumo de energia:
    Você sabia que existem aparelhos capazes de reduzir o consumo de energia elétrica?

De acordo com o Inmetro, eletrodomésticos e eletrônicos que tenham o selo Procel apresentam melhor desempenho na hora de consumir energia.

Procel é a sigla para Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica, e o programa está vinculado ao Ministério de Minas e Energia.

Ele tem como objetivo a racionalização da produção e do consumo de energia, gerando uma diminuição nos desperdícios feitos pela população.

Então, é só procurar pelo selo em qualquer aparelho que você venha a comprar.

Além disso, perceba também no produto que existe uma avaliação que vai da letra A até a letra E. Isso é uma análise do desempenho de eficiência elétrica, e quanto mais próximo do A estiver, melhor ela é.
Esta é uma ótima forma de orientar o consumidor na hora da compra, então não deixe de reparar esses pequenos detalhes que fazem a diferença!

  1. Tome cuidado na hora do banho
    Você sabia que o chuveiro é um dos aparelhos que mais consome energia elétrica?

Pois é! Desse modo, o recomendado é evitar usá-lo nos momentos de pico de uso, que vai das 18h até às 21h.

Já que o uso da carga de energia é maior, o valor na conta também será.

Além disso, quando não estiver em temperaturas de frio, deixe o chuveiro elétrico no modo “verão”.

Uma outra opção — que está cada vez mais presente na vida dos brasileiros — é o aquecedor de água por energia solar.

Atualmente, os preços não serão tão caros como era no passado, época da “novidade” desse recurso. Sendo assim, você vai ajudar o meio ambiente!

  1. Invista em truques na iluminação Lampadas led – Sabemos que deixar as luzes acesas é um dos grandes problemas que envolvem o desperdício de energia.

Muitas vezes, não era preciso mantê-las ligadas, mas por questões que não recebem a devida atenção, acabamos cultivando este hábito que não é nada interessante.

Veja, então, algumas formas para economizar neste ponto.

Deixe cortinas, janelas e entradas de luz em exposição máxima (ou o mais perto disso) durante o dia;
Pinte as paredes da sua casa com cores claras, assim, a luz é espalhada de uma melhor forma, evitando a necessidade de usar lâmpadas durante o dia;
Lembre-se de apagar as luzes sempre que sair de um cômodo;
Não use as lâmpadas fluorescentes ou incandescentes, se tiver alguma delas, troque-as pelas de LED.
As lâmpadas LED têm diversas vantagens, dentre elas o conforto término – um vez que ela não esquenta muito o ambiente, além de consumir menos menos energia, por exemplo.

  1. Adapte alguns pontos da sua rotina
    Lembramos que uma série de aparelhos que estão presentes na nossa casa consomem muita energia.
    Isso tudo mesmo quando estão desligados!

Por isso, é interessante reavaliar a necessidade de vários deles estarem ligados durante todo o dia.

Um exemplo é o micro-ondas. Em quais momentos do seu dia, fora aquelas alimentações pontuais, você precisa mantê-lo na tomada?

Faça esse exercício com todos os outros aparelhos que ficam na tomada de forma constante. E acredite: você vai se surpreender ao perceber que vários não precisam estar conectados por tanto tempo.

  1. Fique de olho na geladeira
    A geladeira é um outro eletrodoméstico que consome muita energia. Mas, ao contrário de outros, não é possível mantê-la desligada.
    Afinal, ela não cumpriria seu objetivo de armazenar alimentos que precisam de refrigeração.
    Sabendo disso, você vai precisar investir em outras dicas para reduzir o consumo de energia elétrica.

Veja algumas delas:

Não deixe a porta aberta sem necessidade ou por muito tempo;
Se a sua geladeira for do modelo que demanda o degelo, faça ele periodicamente;
Mantenha a borracha de vedação da geladeira no melhor estado sempre;
Deixe o fogão e a geladeira com uma distância considerável, quando eles estão perto podem atrapalhar o funcionamento do outro;
Analise quais produtos podem ficar armazenados em temperatura ambiente.

Computadores e notebooks
Sabia que mesmo quando eles estão desligados, podem estar consumindo muita energia elétrica? Pois é! Por isso, é importante desconectá-los da tomada sempre que parar de usar.

Videogame
A mesma coisa funciona com os videogames. Em funcionamento, chegam a consumir até 23W por hora. Desligados, quando conectados à tomada, consomem 1W por hora.

Televisão
A televisão, mesmo quando desligada e fora do modo de stand-by, pode consumir até 3W por hora. Por isso, se quiser economizar, é importante tirá-la da tomada.

Carregador de celular
Temos mania de deixar o celular carregando ao dormir, mas isso faz com que o consumo de energia aumente muito! Quando um aparelho — mesmo que totalmente carregado — está conectado, é possível gastar de 1 até 5W por hora.

Decodificador de TV a Cabo
Sim, aquele aparelho que ninguém lembra de tirar da tomada pode estar deixando a sua conta de luz mais cara. Isso acontece porque ele consome de 6,5 até 14W por hora quando desligado, mas ligado na tomada.

Viu, agora é por em prática essas dicas e conferir o resultado na próxima fatura de energia.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

    Nome (obrigatório)

    E-mail (obrigatório)

    Mensagem