Na balada

Veja todas as notícias desta categoria


Colunistas


Enquete

Você aposta na classificação dos times gaúchos na Libertadores 2020?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Depois de eleição confusa, Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado

2 de fevereiro de 2019 | Arquivado em Geral, Pelo Mundo, Política | 107 views

 

 

Novo presidente do Senado- Foto Geraldo Magela/Agência Senado

 

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) é o novo presidente da Casa. Ele foi escolhido por seus pares com 42 votos, entre 77 válidos.

O senador Espiridião Amin (PP-SC) teve 13 votos. O senador Angelo Coronel (PSD-BA) recebeu 8 votos. O senador Reguffe (sem partido-DF) teve 6 votos.  O senador Renan Calheiros (MDB-AL) teve 5 votos. E o senador Fernando Collor (Pros-AL) teve 3 votos.

Dos 81 senadores, 4 não votaram: Jader Barbalho (MDB-PA), Renan Calheiros (MDB-AL), Maria do Carmo Alves (DEM-SE) e Eduardo Braga (MDB-AM).

O ministro Dias Toffoli, do STF, determinou na última madrugada que a eleição fosse feita por meio de votação secreta. Apesar disso, vários senadores declararam suas escolhas em voz alta.

Votação deveria ter ocorrido na sexta-feira, mas foi adiada para este sábado depois de muito tumulto e bate-boca entre os senadores.

Disputaram o cargo: Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Fernando Collor (Pros-AL), Esperidião Amin (PP-SC) e Reguffe (sem partido-DF). Alvaro Dias (Podemos-PR), Major Olímpio (PSL-SP) e Renan Calheiros (MDB-AL) retiraram-se da disputa.

Na contagem de votos, foi detectada uma cédula a mais na urna. Isso provocou o cancelamento da eleição – e todos os papéis foram triturados, antes de qualquer apuração. Em seguida, os senadores discutiram e decidiram fazer uma 2ª votação. Renan Calheiros retirou sua candidatura por considerar o processo “deslegitimado”.

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem