Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


CNM pede esclarecimentos de trechos da regulamentação da Lei Aldir Blanc

22 de agosto de 2020 | Arquivado em Educação e Cultura, Geral | 96 views

Confederação Nacional de Municípios (CNM) solicitou esclarecimentos sobre alguns trechos da regulamentação da Lei Aldir Blanc, que distribuirá R$ 3 bilhões para ações emergenciais na cultura, sendo R$ 1,5 bilhão para os Entes municipais. Em ofícios encaminhados ao Tribunal de Contas da União (TCU) e à Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, a entidade municipalista faz questionamentos sobre pontos do texto do Decreto federal 10.464/2020, publicado na terça-feira, 18 de agosto. O objetivo é ter total clareza na interpretação do documento para orientar os gestores municipais. 

Em relação ao artigo 2º, a entidade municipalista quer verificar o que é considerado como aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e se os Municípios deverão aplicar um montante mínimo para o inciso II: subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais. Em outro trecho, a chamada verificação de elegibilidade de beneficiários em bases de dados próprias dos Entes e homologação com o ministério também deixaram dúvidas, que foram apresentadas aos órgãos.

A regulamentação diz que “na hipótese de inexistência de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios informarão o número ou o código de identificação único que vincule o solicitante à organização ou ao espaço beneficiário”. Sobre este ponto, a equipe técnica da CNM quer entender o que é o número ou código referido. Já quanto às vedações, no artigo 6º, pede detalhes sobre o que são considerados espaços culturais vinculados à administração pública.

O conteúdo das respostas aos questionamentos fará parte de nota técnica que está sendo elaborada pela Confederação a respeito da operacionalização da Lei Aldir Blanc em âmbito local. Acesse na íntegra os ofícios enviados pela CNM ao TCU e à Secretaria Especial da Cultura

Na quinta-feira, 20 de agosto, o presidente da CNM, Glademir Aroldi,  durante o webinário Lei Aldir Blanc: Controle e Fiscalização, promovido pelo TCU e parceiros, anunciou que encaminharia os ofícios.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem