Enquete

Você acha que fechando o comércio resolve o problema do Covid-19?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


“Bombom Prestígio e quindim” – Sérgio da Silva Almeida

28 de janeiro de 2021 | Arquivado em Geral, Opinião | 50 views

Sérgio da Silva Almeida

No dia 7 de maio de 2017, a professora aposentada Jane Dorneles, de Cachoeira do Sul, me ligou fazendo um convite especial: conhecer sua irmã Jandira, de 81 anos, leitora assídua de minha coluna. “Às quartas-feiras, eu desço a rua para levar o jornal para ela ler teus textos”, relatou. Eu concordei de pronto! Jandira me recebeu com um grande sorriso no rosto. Sentamos no sofá da sala e ela me contou em detalhes acontecimentos de minha vida. “Amo teus filhos!”, confessou. “A senhora os conhece?”, perguntei. “Não, mas você seguidamente escreve sobre eles”, respondeu, sem desmanchar o sorriso.

Ao fim de nossa conversa, fizemos uma selfie e só fui vê-la novamente na noite de 29 de outubro de 2018, durante a solenidade de abertura da 34ª Feira do Livro da cidade da qual fui patrono e a homenageei em meu breve discurso como a leitora mais idosa de minha coluna. Semana passada, a tristeza invadiu meu coração ao receber mensagem de Jane pelo WhatsApp: “Amigo Sérgio. Tô passando pra te contar que tua leitora Jandira nos deixou. E que fiquei com a missão de selecionar as coisas pessoais que ela guardava com carinho. Nestas lembranças, me deparei com uma coletânea de colunas tuas. Eu nem sabia que ela guardava tão bem esses recortes junto com outras matérias do jornal onde tu estavas sempre com algum destaque. E junto às relíquias dela, me chamou atenção uma pequena anotação onde se vê escrito: ‘Sergio Almeida: bombom Prestígio e quindim’. Fiquei curiosa com isso. Agradeço teu carinho com ela e todas alegrias que ela viveu com tua amizade”.

Quem lê meus artigos conhece um pouco do meu mundo. E, ao me deparar com a anotação se referindo ao chocolate Prestígio, da Nestlé, e quindim, meus doces prediletos, senti um nó na garganta. Por tudo, como Jane nunca mais descerá a rua para levar o jornal à casa da irmã Jandira, só me resta pedir a Deus que entregue um recado à sua filha amada: “Jandira, hoje a coluna do Sérgio Almeida é sobre você!”. Acho que ela ficará muito feliz!


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem