Bancada do PT defende medidas mais rigorosas de combate à Covid-19

4 de março de 2021 | Arquivado em Política | 295 views

Reunião virtual dos deputados do PT com o Governador Leite-

Em reunião com o governador Eduardo Leite, nesta quarta-feira (3), a Bancada do PT na ALRS defendeu medidas mais rigorosas de enfrentamento à pandemia. Participaram da reunião os deputados Pepe Vargas, Luiz Fernando Mainardi, Fernando Marroni, Edegar Pretto, Jeferson Fernandes, Sofia Cavedon, Valdeci Oliveira e Zé Nunes.

Também acompanharam os secretários integrantes do Gabinete de Crise e o líder do governo, deputado Frederico Antunes.

A bancada defendeu a manutenção da suspensão da cogestão e da classificação de risco altíssimo em todas as regiões do Estado, com a avaliação da necessidade de algum nível ou período de lockdown neste momento de esgotamento dos leitos de UTI.

Também foi cobrada a publicação em tempo real da lista de espera por leitos, a adoção de mais critérios para definição da classificação de risco, como número de casos e número de leitos clínicos e de emergência ocupados e, ainda, um “dashboard” da vacinação. Ainda foi reforçada a importância de uma ofensiva para compra de vacinas pelo Estado, uma vez que não há uma coordenação nacional efetiva do processo de imunização; a manutenção das aulas apenas na modalidade remota, sem retorno presencial; intensificar campanhas de esclarecimento da população e as medidas de fiscalização do descumprimento dos protocolos sanitários; bem como a aquisição de respiradores e ventiladores para uso em outras estruturas além dos leitos de UTI.

Para garantir o necessário isolamento social, também foi indagado ao governador sobre o andamento do projeto de renda básica emergencial estadual apresentado pelo deputado Valdeci Oliveira.

O governador Eduardo Leite lamentou que o país esteja fraturado em meio a uma guerra sanitária e voltou a criticar a omissão do governo federal no combate à Covid-19.

Apresentou as ferramentas de monitoramento utilizadas pelo governo e se comprometeu a estudar uma forma de implantar o “dashboard” da fila de espera por leitos. A secretária da Saúde, Arita Bergmann, antecipou que é possível viabilizar a proposta da bancada petista, para garantir uma atualização por dia, informando o número de pacientes na fila de espera por classificação de risco.

Mesmo tendo o recurso negado pelo Poder Judiciário, o governador insiste na retomada das aulas presenciais, mesmo sob bandeira preta, para a educação infantil e 1ª e 2ª séries iniciais, informando que houve resposta negativa do Ministério da Saúde sobre a antecipação da vacinação de professores.

A deputada Sofia Cavedon requisitou cópia da resposta do Ministério da Saúde para que novas providências sejam encaminhadas pela Jornada Nacional em Defesa da Vacinação.

Acerca da renda básica emergencial, Leite afirmou que a Secretaria Estadual da Fazenda está analisando o projeto de Valdeci para ver como viabilizar.

Também disse que o governo espera a retomada do auxílio emergencial federal para propor a ação complementar. “Será fundamental que o governo estadual complemente o auxílio que virá da União, pois, pelo que se vê o benefício será insuficiente para dar conta da gravidade da crise social enfrentada pelas famílias gaúchas mais vulneráveis”, salientou Valdeci.

Sobre a aquisição de respiradores e ventiladores, a secretária de Saúde informou que uma nova compra está em andamento, com orientação para que hospitais usem estruturas como salas de recuperação e blocos cirúrgicos.

Em resposta à proposta de uma campanha de conscientização mais agressiva, a secretária de Comunicação, Tânia Moreira, informou que hoje à tarde será apresentada uma nova campanha ao governo. Sobre a compra de vacinas, o governador informou os protocolos já formalizados e o andamento das negociações. 

Texto: Eliane Silveira .


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

    Nome (obrigatório)

    E-mail (obrigatório)

    Mensagem