Enquete

O que você vai fazer neste feriado de carnaval?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Aventuras do Verão – Alessandra Cavalheiro – Jornalista

26 de janeiro de 2016 | Arquivado em Geral, Opinião | 203 views

 

O Verão é mesmo um tempo de aventuras. E de riscos. Estamos à flor da pele. Expostos à estação quente, carregamos as fragilidades todas. Ao final deste verão sairemos vitoriosos. Teremos vencido os mosquitos e as doenças que trazem, teremos chegado e saído incólumes de tantas aventuras no trânsito, afinal, tivemos a sorte de não ser atropelados ou afetados por algum motorista alcoolizado e irresponsável. O El Niño passará e nós ficaremos. Sim, precisamos acreditar.

Acho que a gente reza mais no verão, pedindo aos anjos sorte e livramento de todos os males. Melhor rezar diante do alimento, pois não sabemos exatamente o que estaremos ingerindo. Valha-me Deus, que esta geladeira funcione e que aquilo que como na rua, tão caro e valioso, não me leve direto a um malfadado centro de saúde, lotado de aventureiros da estação quente. Que a água que bebo seja limpa. Até quando, não sabemos. Que saibamos cuidar da nossa natureza. Nós, a água e os alimentos, somos uma coisa só. A vida.

Muitos são contrários ao Horário de Verão no Brasil, mas mesmo com os riscos que possa oferecer, ele nos dá mais tempo de exposição à própria vida. É aquele happy hour prolongado, seguido dos perigos no trânsito; temos mais atividades físicas e ficamos mais tempo na rua, livres, respiramos mais. Mas também nos acidentamos mais. O Verão é uma roda viva. Salve-se quem puder! Sofremos mais quando muda o horário. Depois, quando estamos acostumados, outra mudança. E com ela, nossas reações.

Vivemos um tempo em que adaptação é uma palavra importante. Morre-se mais no verão. Ainda assim, ansiamos por sua chegada e pelos excitantes desafios do corpo e da alma. Vive-se mais no verão, a pele dourada, os banhos refrescantes, os perfumes cítricos, a emoção de abrir-se ao outro, aos ventos à beira do mar. As águas, tantas, que nos banham de novas energias para que, enfim, cheguemos ao Outono, mais ameno, um tempo de reflexão e alívio depois de tantas aventuras.

Morre-se. Vive-se.

O importante é renascer melhor a cada estação.

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem