Enquete

Você aposta na classificação dos times gaúchos na Libertadores 2020?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


Apenas vizinhos – Sérgio Almeida

23 de agosto de 2019 | Arquivado em Opinião | 24 views

Apenas vizinhos

O Dia do Vizinho é comemorado em 20 de agosto em homenagem à Cora Coralina. A poetisa nasceu na pequena cidade de Goiás, no estado de Goiás, e como o tema de algumas de suas poesias era o carinho que ela sentia por seus amigos de porta, os moradores escolheram a data do seu nascimento para celebrar a boa relação entre os vizinhos.

Quando eu morava em Cachoeira do Sul, a confraternização na minha rua era o evento mais esperado do ano. A agitação começava com a “alvorada das panelas”. E os moradores que queriam aproveitar o domingo para dormir um pouco mais acabavam sendo acordados com panelaço e aos gritos de “Bom dia, vizinho!”.

Ao meio-dia era servido um churrasco. À tarde, um café colonial. As mulheres participavam de concursos para escolher o melhor pão e a receita de pudim mais gostosa. A gurizada gastava energia na rua e os adultos aproveitavam para se conhecer melhor. Uns ainda moram na Marcílio. Outros faleceram. E alguns, como eu, se mudaram.

Em 2001, quando fui morar com a família em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, não demorou para estreitarmos os laços com a vizinhança. Em 2014, quando nos mudamos para Chapecó, capital do oeste catarinense, animados, presenteamos os moradores do prédio com um mimo de “boas-vindas” – eu sei… eles é que deveriam ter nos dado boas-vindas –, mas acabamos amigos só do casal dono do apartamento que alugamos. Com os outros, o máximo era um “olá” quando dividíamos o elevador. E aqui em Itajaí, litoral catarinense, não está sendo diferente: somos amigos apenas do casal do 202 e do 502 e da Mari, a zeladora. Os outros são apenas vizinhos. Sinal de que as amizades virtuais estão substituindo as da vida real.

Se a escritora Cora Coralina estivesse viva, teria completado na última terça-feira 130 anos. E qual seria sua reação ao ver que a estrofe de um de seus poemas: “Vizinho é mais que parente, pois é o primeiro a saber das coisas que acontecem na vida da gente”, pouco combina com os tempos modernos?


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem