Enquete

Qual seu interesse e posição pelas eleições Municipais do ano que vem?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


A vida sempre apresenta uma nova oportunidade – Sérgio Almeida

22 de março de 2019 | Arquivado em Opinião | 35 views

Sérgio Almeida

 

A vida sempre apresenta uma nova oportunidade

 

Havia um homem riquíssimo, que possuía muitos bens, uma grande fazenda, uma enorme criação de gado e vários empregados a seu serviço. Ele tinha um único filho, que, ao contrário do pai, não gostava de trabalhar, mas de festas, de estar com os amigos e ser bajulado por eles.

Certo dia, o sábio pai, já avançado em idade, mandou construir uma forca dentro do pequeno celeiro. E disse ao filho: “Eu já estou velho e, quando partir, você tomará conta da fazenda. Talvez a administre de maneira irresponsável, venda os bens e gaste o dinheiro. E quando não tiver mais nada, teus amigos se afastarão de você, e só então se arrependerá, amargamente, de não ter dado ouvidos aos conselhos de seu pai. Por isso, construí uma forca. Ela é para você. Quero que prometa que, se acontecer o que eu disse, se enforcará nela”. O moço riu, achou que o velho havia “caducado”, mas, mesmo assim, prometeu fazer a vontade dele, pensando que isso jamais pudesse acontecer.

O tempo passou, o homem morreu, e o rapaz tomou conta da fazenda, porém, como seu pai havia previsto, tempos depois o dinheiro acabou e a boa vida e os amigos desapareceram. Agora, ele já não andava mais de balada em balada. As coisas se tornaram bastante diferentes. Desesperado e aflito, refletiu sobre o impacto de suas escolhas e concluiu que havia sido um tolo. Lembrou-se, então, das palavras de seu velho pai ao levantar os olhos e avistar o pequeno celeiro. A passos lentos, dirigiu-se até ele e, ao entrar, viu a forca e pensou: “Nunca dei ouvidos a meu pai, porém, ao menos desta vez, farei a vontade dele. Vou cumprir minha promessa, pois não me resta mais nada”.

Então, subiu nos degraus, colocou a corda no pescoço, sentiu um aperto na garganta e refletiu: “Ah, se eu tivesse uma nova chance!”. No entanto, seu pai o amava muito e havia feito o braço da forca oco e ao pular ele se quebrou facilmente. O rapaz despencou como um cacho de uvas maduras e sobre ele caíram perolas, ouro, esmeraldas, rubis, safiras e um bilhete: “Esta é sua nova chance. Com amor: seu velho e saudoso pai”.

Talvez, antes de começar a ler este texto, você estivesse se sentindo como esse jovem: sem esperanças, achando que não tem mais jeito para você. Quem sabe, você chegou em um momento no qual até já perdeu o apetite de viver. Calma, não se desespere, pois a vida sempre apresenta uma nova oportunidade.

 


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem