Enquete

O Grêmio escapa ou não do rebaixamento?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


A vida sem internet – Sérgio da Silva Almeida

15 de julho de 2021 | Arquivado em Opinião | 46 views

Há 27 anos, no dia 17 de julho de 1994, a imprensa nacional anunciava o surgimento de uma nova forma de comunicação que ligaria por computador bilhões de pessoas em escala global. A matéria estava se referindo a Internet, que havia sido criada em 1969 com o nome de “Arpanet” nos EUA.

Em 2015, a ONU festejou oficialmente pela primeira vez o Dia da Mídia Social. As Mídias Sociais têm como objetivo gerar relacionamentos. Por isso, Mídia Social é mais sobre ser social do que sobre mídia. Porém, a frase creditada ao sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman nos faz parar para pensar: “A internet e as redes sociais nos tranquilizam e nos dão a sensação de proteção e abrigo, afastando o medo inconsciente de sermos abandonados. Na verdade, muitas vezes você está cercado de pessoas tão solitárias quanto você”.

A Internet facilitou muito a minha vida – e a sua também, com certeza. Entretanto, mudou alguns velhos hábitos que faziam parte do meu dia a dia. E ainda que para a juventude atual o só pensar em viver como seus pais viveram antes da internet é o mesmo que invocar o fim do mundo, eu me pus a imaginar como seria minha vida hoje sem o mundo virtual. Mas há de se tomar cuidado ao ler, pois pode causar nostalgia nos mais velhos.

Sem as plataformas de streaming de filmes, eu precisaria correr até a videolocadora do bairro para alugar filmes para assisti-los à noite. E obrigatoriamente teria que rebobinar as fitas VHS antes de devolvê-las, senão pagaria uma pequena multa. Sem a possibilidade de enviar mensagens ou fazer chamadas de vídeo via WhatsApp, eu estaria escrevendo cartas, lambendo selos para colá-los nos envelopes, e os enviando pelos Correios ao meu filho mais velho que mora em Chapecó para contar as novidades.

E fazendo ligações de um telefone fixo em horário reduzido (de segunda a sábado das 0 às 7h e das 21 às 24h, domingos e feriados nacionais, o dia inteiro) aos meus pais que moram em Cachoeira do Sul para matar as saudades. Sem as plataformas de streaming de áudios, eu estaria comprando em lojas o LP ou CD novo do Fábio Júnior e passando horas com o ouvido colado no aparelho “3-em-1” (rádio AM e FM estéreo, toca discos e tape deck) à espera de ouvir e gravar em fita cassete “aquela” seleção musical personalizada, do jeitinho que eu quisesse, e torcendo para o locutor não falar durante a gravação.

Eu sei que não dá para pensar em viver desconectado do mundo virtual, mas é legal relembrar que nossa vida até que era legal sem internet, né?


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

    Nome (obrigatório)

    E-mail (obrigatório)

    Mensagem