Enquete

Qual time gaúcho tem mais chances de ser campeão do Brasil?

Ver resultado

Loading ... Loading ...

Previsão do Tempo


A Agroecologia na Agricultura Familiar – Joana Vitória Machado

17 de setembro de 2020 | Arquivado em Opinião | 641 views

Joana Vitória Machado

Sou Joana vitória Machado, acadêmica do curso Educação do Campo – UFSM do Polo de São Sepé, estou no 8º semestre, este artigo trata-se da disciplina de “princípios em agroecologia” elaborado no ano de 2017.

Na atualidade a agricultura convencional se apresenta com uma alta produtividade e eficiência, todavia sabe-se que com os novos meios de tecnologias e insumos empregados no campo tem trazido consequências, como a diminuição da biodiversidade, a perda dos conhecimentos tradicionais, combinados com contenção das oportunidades de trabalho e renda, assim, fazendo ocasionar o êxodo rural.

Um Agroecossistema Tradicional comporta o autoconsumo, sem interesses de comercialização e pouco conhecimento técnicos. É importante que a agricultura familiar trabalhe junto com os processos de transição para uma agricultura sustentável, a partir da construção do conhecimento agroecológico. É essencial o trabalho de pesquisa, ampliação, inovação e dispersão de referências tecnológicas que detém as informações para o desenho e o manejo dos Agroecossistema sustentáveis, com o baseamento nos princípios da Agroecologia.

Um melhor manejo dos agroecossistemas proporciona uma melhor interação com a natureza, assim gerando benefícios para as famílias camponesas, exemplos a recuperação de solos. Com a rotação de cultura, proteção da biodiversidade, preparação de adubos orgânicos, o cuidar dos recursos hídricos, das matas, a permanência da umidade no solo, o manejo pecuário apropriado, e a conservação de sementes tradicionais, desta maneira favorecendo o resgate dos valores culturais das comunidades.

A Agroecologia tem colaborado para melhorar a dinâmica social, induzindo à coesão social e à formação de organizações de desenvolvimento nos campos da produção, da prevenção do meio ambiente e do consumo de alimentações saudáveis, pois reduzem o uso de agrotóxicos, deste modo permitindo um trabalho mais seguro para o meio ambiente e a saúde da família.

Onde trabalham a defesa e a recuperação de sementes crioulas, a prática da troca de conhecimentos, a criação ou ampliação de mercados locais, podem serem considerados como exemplos da territorialidade e da soberania alimentar que os produtores agroecológicos defendem.

Um Agroecossistema que tem como base o desenvolvimento rural com enfoque agroecológico, expõe características que procuram valorizar à identidade étnica do campesinato, a educação do povo, segurança alimentar, o enfrentar a pobreza rural e baixa produtividade agrícola.

A ação humana de maneira a interagir com a natureza é de suma importância, garantia para um mundo saudável onde busca-se preservar a biodiversidade através do cultivo ecológico. Todos buscam um ambiente mais sustentável, seja ambiental ou social, mas começa por nossos lares, em nossa convivência, mudando o pensamento etnocêntrico, e a forma como é visto as populações do campo. Nós como educadores do campo devemos valorizar os saberes tradicionais dos povos e não deixar acabar os seus ensinamentos que passam de geração a geração.


Mapa do Site

Fale Conosco

Fale conosco

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Mensagem